06/05/2016 15h09 - Atualizado em 16/01/2017 16h35

Algumas pesquisas mostram que existe uma relação entre a alimentação e a frequência e duração dos surtos do herpes. Alguns nutrientes podem interferir no desencadeamento do vírus, estimulando ou não o aparecimento de novas feridas. Dentre estes encontram-se dois aminoácidos essenciais:arginina e lisina. Os estudos mostram que a arginina é capaz de estimular o vírus do herpes. Dessa forma, o seu consumo excessivo na dieta deve ser regrado pelas pessoas que apresentam surtos frequentes da doença.

A lisina, diferentemente da arginina, está associada à redução das feridas do herpes. Este aminoácido tem efeito significativo sobre a diminuição da replicação do vírus, pois contribui para a produção de enzimas, anticorpos e hormônios, os quais aumentam a imunidade e ajudam a combater a doença.

Desta forma, é aconselhável manter uma alimentação rica em alimentos fontes de lisina e evitar excessos de alimentos que possuem arginina em sua composição. 

As fontes de arginina são: chocolate, amendoim, nozes, gelatina, castanha de caju, milho, semente do tomate, semente de girassol, coco, aveia, café arroz integral, passas, pão integral, lentilhas, laranjas, frutas cítricas, alimentos processados e refrigerantes. Já as principais fontes de lisina são: carne, peixe, ovos, leite e derivados, como queijo, iogurte, frango, peixe, batata, levedura de cerveja, couve, abacate, mamão, manga, damasco, maçã, figo, beterraba e cordeiro.

Outras considerações de dieta

Brócolis, couve e couve de Bruxelas contêm um composto conhecido como indol-3-carbinol (I3C) que pode ser eficaz na supressão de herpes. O chá verde também é bom para sua dieta, pois contém propriedades antivirais e antioxidantes. A maioria dos chás verdes ou brancos orgânicos é boa. Consuma muita couve, porque brotos contêm enzimas e vitaminas poderosas, ainda mais que os próprios legumes reais. Tente consumir frutas e legumes em forma bruta em vez de cozinhá-los, já que legumes cozidos geralmente têm menor teor de vitamina. Beber sucos de frutas e legumes frescos pode fazer maravilhas para o sistema imunológico e sua saúde geral. Há também bons suplementos vitamínicos e de enzimas no mercado que podem ajudar no controle do herpes. As vitaminas C, B5, B6, zinco e magnésio e são boas escolhas.

Além deste controle, a dieta equilibrada, rica em frutas e vegetais também é importante para evitar os surtos de herpes. Merecem destaque ainda os alimentos fontes de ômega 3, especialmente peixes e linhaça, capazes de melhorar o sistema imune. Neste grupo estão também os alimentos ricos em probióticos (iogurte e leite fermentados) que também elevam a imunidade.